Assembleia popular discute violência na região norte de Cascavel

Assembleia popular discute violência na região norte de Cascavel

Compartilhe

A segurança pública em Cascavel foi o tema central de uma assembleia popular realizada na noite desta terça-feira (25/06) no salão paroquial do bairro Brasmadeira envolvendo autoridades ligadas à segurança pública, líderes religiosos, comunitários, além de representantes do Núcleo Regional de Educação, Secretaria Municipal Antidrogas e vereadores.

Cerca de 75 pessoas participaram do debate e pautaram políticas públicas a serem aplicadas no sentido de combater ao índice de violência na região norte da cidade que atinge especialmente a juventude. “Esse debate foi iniciado ainda no dia 21 de fevereiro quando fizemos nosso primeiro encontro e agora nós compartilhamos algumas propostas que foram expostas as autoridades presentes”, explica o reverendo da Igreja Anglicana Luiz Carlos Gabas, um dos organizadores da assembleia.

O capitão Cícero Tenório, comandante da 1ª Companhia do 6º BPM, apresentou o trabalho que a Polícia Militar tem feito na região norte que, segundo ele, não tem medido esforços para buscar uma aproximação maior com a população, agindo de forma mais solidária e humanizada, buscando coibir os excessos e respondendo rapidamente quando é solicitada. Além do comandante, o destacamento da Unidade Paraná Seguro (UPS) também esteve presente na reunião.

Para o vereador Paulo Porto (PCdoB) é necessário um pacto entre a comunidade organizada, Legislativo e Executivo com elaboração de políticas públicas como saída para a violência, em especial nas periferias. “Estamos atingindo uma média macabra de 57 mortes por 100 mil pessoas, uma das mais altas do Brasil. Para se ter uma ideia, a média da grande São Paulo é de 12 por 100 mil habitantes”, comentou.

Entre as propostas apresentadas aos vereadores presentes está a abertura de espaços públicos nos fins de semanas – como quadras poliesportivas de escolas municipais e estaduais e o Centro de Juventude do Conjunto Julieta Bueno – disponibilizando equipes interdisciplinares, além do pedido de uma audiência com os secretários municipais de Esportes, Ação Social e Educação e Cultura. Além do vereador Paulo Porto, estiveram representando o Legislativo local, o presidente  Marcio Pacheco (PPL) e o vereador Pedro Martendal Araújo (PSDB).

Foto: Deonildo Gonçalves