Ativista Angélica Limberger dá nome ao CRAS do Morumbi

Ativista Angélica Limberger dá nome ao CRAS do Morumbi

A advogada militante
das causas sociais será homenageada no dia 22 durante a inauguração do Centro

Angélica Limberger, mulher, militante dos direitos humanos, solidária, participativa, engajada, amiga batalhadora, ativista social, filósofa e advogada. Jovem, 26 anos, com uma vida e carreira promissora, militante comprometida com as causas sociais e populares. Um infarto interrompeu suas lutas em defesa das mulheres, dos direitos humanos e dos trabalhadores. Mas não foi suficiente para calar seu clamor. As batalhas por vir ficaram ecoando com os amigos que construiu durante sua breve, mas intensa jornada.

Por tudo que Angélica representa
e por tudo que fez pelos que mais precisam, foi reconhecida e será homenageada
dando nome ao Centro de Referência de Assistência Social – CRAS no Bairro
Morumbi, Zona Norte do município.

A filha mais nova das três meninas
do casal de agricultores Maria Madalena e Geromildo, graduou-se em Direito, e
antes de se formar já havia passado no exame da OAB, depois disso ainda cursou
Filosofia e fazia Mestrado em Educação quando faleceu em 25 de dezembro de
2018.

Angélica, com pouco tempo, deixou
seu legado. Uma mulher de fibra, voluntariosa, decidida, que não media esforços
para dar a voz a quem não podia gritar, dar espaço para quem estava acuado, dar
forças e esperança para quem estava subjugado. Angélica fica para a memória de
Cascavel, agora eternizada em um espaço público que serve para pôr em prática muitas
das ações que defendia e propunha.

Que as ideias, os ideais, as
ações e as atitudes de Angélica vivam para sempre no CRAS Morumbi.

Uma homenagem está sendo organizada
pelo poder Executivo e com o apoio do Mandato do Vereador Paulo Porto (PCdoB) do
qual Angélica era amiga e colaboradora para o dia 22 de novembro às 14 no CRAS
Morumbi, rua Florêncio Galafassi, 20. Durante o evento a SEASO (Secretaria de
Ação Social) fará a oficialização do nome da unidade.

Adolescentes visitam a família

Um grupo de adolescentes atendido pelo CRAS Angélica
Limberger fez uma visita para a família da ativista. Eles foram conhecer um pouco
mais sobre a história, a vida e o trabalho de Angélica.

Na propriedade rural onde os pais de Angélica vivem
na zona rural de Cascavel os adolescentes viram como é a produção da horta e
como é o trabalho da família.

O objetivo da visita foi de buscar informações para
que a organização da homenagem seja possível.

O CRAS Angélica Limberger desenvolve atividades
culturais, esportivas, educacionais e de proteção social para atender cerca de 5
mil famílias na região Norte do munícipio com o objetivo de prevenir as
situações de risco por qual passam as famílias em condição de vulnerabilidade
maior.