Comissão aponta falta de fiscalização no transporte escolar rural

Comissão aponta falta de fiscalização no transporte escolar rural

O vereador Paulo Porto (PCdoB), que preside a Comissão de Educação da Câmara de Cascavel, pronunciou-se nesta segunda-feira (3/7) sobre as linhas do transporte escolar rural do município. O motivo foi a resposta de um requerimento endereçado ao Executivo onde é solicitado detalhes sobre as linhas que fazem o serviço, planilhas de quilometragem e a metodologia de fiscalização.

No Requerimento 193/2017, a Comissão de Educação solicitou esses documentos e as respostas do Paço Municipal foram enviadas na semana passada. Para surpresa dos vereadores, o Executivo alega não ter conhecimento de como era feita a fiscalização das linhas do transporte rural pela antiga gestão, além de não apresentar documentos referentes a essas fiscalizações.

O presidente da Comissão de Educação estranhou as respostas, uma vez que a Secretaria de Educação de Cascavel (SEMED) contava com dois servidores liberados exclusivamente para fazer a fiscalização. “Como é possível não haver uma única planilha destes últimos quatro anos? Será que nunca foi feita fiscalização ou simplesmente esses documentos desapareceram?”, questionou em plenário.

Porto adiantou que irá reencaminhar o requerimento ao Executivo no aguardo que a administração envie documentos ou esclareça a situação. “Ou a gestão nos envia os documentos ou então admita que nunca houve fiscalização e tome as providências cabíveis”, concluiu.

Crédito: Júlio Carignano