“Estar ao lado da Palestina é mais do que uma posição política, é uma posição pró-humanidade”

“Estar ao lado da Palestina é mais do que uma posição política, é uma posição pró-humanidade”

Era domingo (13) quando o vereador Paulo Porto (PCdoB) entrou em um avião rumo à capital do Rio Grande do Sul. No dia seguinte, uma agenda na Assembleia Legislativa do Estado, o seminário “70 Anos de Nakba – A Catástrofe Palestina”. O convite partiu da Comissão de Refugiados e Imigrantes, presidida pelo deputado estadual, Nelsinho Metalúrgico. Na ocasião, além de relatar sua viagem à Palestina em 2015 – a qual resultou no livro “Palestina, Um Olhar Além da Ocupação” – Porto apresentou o Projeto de Lei recentemente aprovado na Câmara Vereadores, que torna Cascavel cidade-irmã de Beitunia, na Palestina.

“Neste evento também apresentamos nosso projeto de lei tornando Cascavel Cidade Irmã de Beitunia ao embaixador da Palestina no Brasil Ibrahim Alzeben, e acordamos uma visita do prefeito de Beitunia ao nosso município para fins de junho para concretizarmos convênios de intercâmbio cultural e educacional, pois estamos falando de uma cidade que possui a maior colônia de brasileiros e um índice de 48% de sua população com ensino superior”, destacou o vereador.

O evento

Realizado no plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, o seminário foi antecedido pelo lançamento do livro “Palestina, Um Olhar Além da Ocupação”, que possui fotos de Porto e texto de Nilton Bobato (vice-prefeito de Foz do Iguaçu). Proposto pela Frente Parlamentar de Solidariedade aos Imigrantes e Refugiados, o evento – que contou com a presença de diversas lideranças e autoridades – tinha como objetivo abordar os 70 anos de Nakba (catástrofe em árabe), marcada pelo episódio (em 1948) em que o Estado de Israel expulsou 800 mil palestinos, avançando sua ocupação a quase 80% da Palestina. Como consequência grande parte do povo palestino se viu obrigado a abandonar suas casas. Quem ficou vive sob opressão. O seminário contou com uma série de relatos e dados sobre a realidade palestina.

“Neste momento histórico que se relembra o Nakba, o dia do desterro do povo palestino e da ocupação israelense é fundamental nos solidarizarmos com a luta da Palestina. Estar ao lado da Palestina é mais do que uma posição política, é uma posição pró-humanidade! Por isso ficamos honrados em participar deste evento em solidariedade ao povo Palestino e que denuncia os atuais ataques do exército israelense a Faixa de Gaza”, afirmou Paulo Porto.

 

Confira as fotos do evento aqui!