Mandato popular do Vereador Paulo Porto e Frente Brasil Popular trazem Requião à Cascavel

Na noite desta sexta-feira (06), o senador Roberto Requião estará em Cascavel a convite do mandato popular do vereador Paulo Porto e da Frente Brasil Popular. O objetivo é participar de um ato, que será realizado às 19h na Câmara Municipal de Vereadores, em defesa da Soberania Nacional. O evento – aberto ao público, com participação gratuita – é resultado de um trabalho de articulação que envolveu diversas entidades representativas.

“Em tempo de golpe, nesse momento de severos ataques ao estado de direito e a todas as conquistas sociais é fundamental nos posicionarmos em relação a isso”, destacou o vereador. Porto reforçou que, neste sentido, uma das vozes mais contundentes, que vêm denunciando estes ataques e, em especial, a soberania nacional, é a voz do senador Requião. “Por isso, mais do que nunca é importante ouvi-lo. E em conjunto com os movimentos sociais do campo progressista, entidades e partidos, buscamos alternativas para que a gente possa contrapor este golpe, que vem ameaçando a dignidade dos brasileiros e o projeto de um país soberano”, reforçou Paulo Porto.

Para Celso Ribeiro Barbosa, que representa o MST e a Frente Brasil Popular em Cascavel, a participação dos trabalhadores neste ato, é de extrema importância. “Para nós da Frente Brasil Popular é um momento histórico. Este ato, com a análise de conjuntura recente de Brasil, por parte do senador é importantíssimo, por isso é fundamental a participação da classe trabalhadora”, afirmou. .

Para Dani Braz, presidenta do PT Cascavel, mais do que nunca, é essencial debatermos a soberania nacional do país frente às investidas sobre o nosso petróleo, terras e águas.  “A vinda do Senador Roberto Requião, promovida pela Frente Brasil Popular e pelo mandato do vereador Paulo Porto, se soma ao movimento de denúncia das injustiças e abusos que vem sendo cometidos pelo Governo Federal, um processo de desmonte do Estado e desnacionalização do Brasil, a partir da entrega dos nossos recursos naturais aos interesses do capital financeiro internacional, especialmente dos Estados Unidos”, destacou.

Foto: Assessoria Senador Roberto Requião