Paulo Porto aponta necessidade da construção de novos centros da juventude

Paulo Porto aponta necessidade da construção de novos centros da juventude

Cascavel (21 de janeiro) – Em visita ao Centro da Juventude Jomar Vieira da Rocha, no bairro Interlagos, o vereador Paulo Porto (PCdoB) apontou a necessidade da construção de novas unidades no município, bem como expôs sua preocupação com os índices de violência na região, que têm como principais vítimas os jovens. Para Porto, esse cenário deve ser combatido com medidas de inclusão social e políticas públicas que garantam perspectiva de vida digna à juventude.

Em conversa com a coordenadora da unidade, Rosangela Gouveia, o vereador falou de sua expectativa para a construção de pelo menos mais quatro novos centros da juventude em Cascavel. “Todos os projetos que venham a fortalecer o Estado e suas políticas públicas precisam ser ampliadas. Por isso defendemos a construção de novos centros, em outras regiões da cidade, assim como pelo menos mais uma unidade na região norte”, disse.

Paulo Porto vistoriou as instalações do Centro da Juventude e acompanhou oficinas realizadas no espaço. “Esse é um projeto abrangente e que atrai a juventude. São em espaços como este que o jovem se torna agente de sua própria história, com o contato com a leitura, com música, esporte

e lazer. É fundamental que estes bens culturais sejam acessíveis para os jovens da classe trabalhadora”.

Destinada ao atendimento aos jovens de 12 a 19 anos, a unidade conta com um bloco para atividades educativas – com laboratório, biblioteca, sala de informática, anfiteatro, salas multiuso – além de um bloco para atividades esportivas, com praça, teatro de arena, pista de skate, quadra poliesportiva coberta e piscina sem cobertura.

O Centro da Juventude Jomar Vieira Rocha foi inaugurado em maio de 2012. Seu nome é uma homenagem ao professor Jomar Vieira Rocha, ex-dirigente sindical e diretor do Colégio Consolata, que faleceu em janeiro do ano passado, vítima de um acidente de trânsito.

Legenda: Vereador Paulo Porto acompanha oficina de hip-hop no Centro da Juventude
Crédito: Júlio Carignano