Porto questiona falta de médicos e atendimento reduzido

Porto questiona falta de médicos e atendimento reduzido

Não bastasse a redução no horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS), os usuários dos serviços de saúde pública em Cascavel também estão sofrendo com a falta de médicos ou com determinados atendimentos sendo feitos apenas em alguns dias da semana. Essa precariedade na saúde motivou um pedido de esclarecimentos à Secretaria de Saúde por parte do vereador Paulo Porto (PCdoB), que protocolou requerimento na Secretaria da Câmara Municipal de Cascavel.

O requerimento solicita a quantidade de médicos e consultas realizadas antes e depois do Decreto nº 11.135/2013 do Executivo Municipal; se houve redução de médicos e dias de atendimentos nas UBS após o decreto; se aconteceu redução, porque não foi divulgada a mudança; se há clínicos gerais atendendo nas unidades do Pacaembu, Palmeiras, Interlagos e São Cristóvão e porque está havendo perda de médicos nos postos, inclusive pediatras, ginecologistas e obstetras.

“Recebemos com preocupação a informação que apenas 30% das unidades estão com o quadro médico completo, por isso estamos solicitando informações que são de interesse público e não podem serem negligenciadas pela Secretaria de Saúde. A população não pode estar privada de ter conhecimento da real situação da saúde pública do município”, diz Paulo Porto. O requerimento deverá ser lido na sessão ordinária de segunda-feira (04/03). Depois de notificada, a Secretaria de Saúde terá 15 dias para responder ao questionamento.

Legenda: Além da redução no horário, alguns postos de saúde estariam sem médicos

Crédito: Victor Hugo Junior