Porto repudia fechamento dos postos de saúde

Porto repudia fechamento dos postos de saúde

O vereador Paulo Porto (PCdoB) reforçou seu posicionamento sobre as medidas de contenção de gastos anunciadas recentemente pelo prefeito Edgar Bueno (PDT). Em pronunciamento na tribuna da Câmara de Cascavel, durante sessão desta quinta-feira (15/02), o parlamentar criticou veementemente o fechamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) durante o período da tarde.

Para Porto, as medidas conflitam com o interesse público e expõe incompetência administrativa. “O orçamento deste ano foi feito pelo próprio Edgar e sua equipe, então no mínimo, para não ser leviano, o que eu posso dizer que o que aconteceu é incompetência administrativa”, disse o vereador.

O legislador repudiou os cortes feitos na saúde pública. “Quando fui secretário do governo Lísias Tomé [Assuntos Comunitários], o prefeito reduziu o salário dos secretários, fez alterações em serviços indiretos da administração, mas nunca cogitou medidas na saúde pública, pois sabemos que isso prejudicaria diretamente a população. Mesmo assim, o Lísias foi chamado de ‘meio-prefeito’ por parte da imprensa e pelo próprio Edgar”.

Para o parlamentar, mais do que medidas de austeridade, as mudanças anunciadas por Edgar Bueno revelam uma profunda má gestão da máquina pública.  “Mais do que medidas de austeridade, foram medidas que revelaram uma profunda má gestão. Infelizmente, mais uma vez quem perde é quem mais precisa e a população mais carente”, completou Porto.

A escala de 12 horas por 36 horas na Guarda Patrimonial também é questionada por Paulo Porto. “Essa medida diminuirá sensivelmente a presença dos guardas nos estabelecimentos públicos. Quem sabe, em alguns casos, até mesmo com a ausência destes profissionais”, completa.

Foto: Victor Hugo Junior