Professores municipais elegerão nova direção sindical

Professores municipais elegerão nova direção sindical

O Siprovel (Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Ensino de Cascavel) elegerá na próxima quarta-feira, dia 11, sua nova direção para gestão 2014- 2019. Duas chapas concorrerão ao pleito, a ‘Renovação, Força e Trabalho’, presidida pela professora Ana Carolina Muxfeldt e que representa a situação e a chapa ‘Mobilização e Luta’, presidida pelo professor Amilton Peletti, representando a oposição.

Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Câmara de Cascavel, o vereador Paulo Porto (PCdoB) declarou apoio ao grupo de oposição, por entender a necessidade de uma renovação nos quadros do sindicato. “Apesar de respeitarmos todas as forças políticas na disputa, nosso mandato declara apoio a Chapa 2 por entender a necessidade imperiosa de fortalecermos a categoria dos professores e suas lutas sindicais a partir de uma gestão classista”, diz Porto, que é professor universitário.

O professor Amilton Peletti, que encabeça a chapa, defende uma gestão independente, com participação ativa dos trabalhadores da categoria. “É preciso mudar, não podemos renovar a mesmice. Defendemos um sindicato aberto a participação de todos, comprometido com a coletividade e com a luta por uma sociedade mais justa”, diz o educador, que leciona na Escola Municipal Atílio Destro, no bairro Cascavel Velho.

Entre as principais focos da Chapa 2 será a luta pela reformação do Plano de Cargos Carreira e Salários, garantindo a incorporação dos professores de educação infantil, com valorização na tabela salarial e garantia de 1/3 de hora atividade. Outra novidade que a oposição trará e a sugestão de redução do tempo de mandato sindical.

Representantes de sindicatos ligados à educação também declararam apoio a chapa Mobilização e Luta. “Somos solidários às lutas de trabalhadores de outras categorias, em especial da educação. Por isso declaramos apoio total a Chapa 2”, afirma a professora da Unioeste, Francis Guimarães Nogueira, vice-presidente do Sinteoeste (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Superior do Oeste do Paraná).

A APP-Sindicato, Núcleo de Cascavel, também apoia a oposição sindical. “Defendemos a escola pública, gratuita e de qualidade. Nosso objetivo é o trabalho conjunto dos trabalhadores da educação desde a pré-escola até o ensino superior. Por sentirmos falta da presença e do diálogo com os professores municipais em lutas unificadas, apoiamos a Chapa”, diz o professor Paulino Pereira da Luz, presidente da APP.

A Chapa Mobilização e Luta é composta por:

Amilton Benedito Peletti – Presidente
Rosenei L. de Almeida – Vice-presidente
Josiane Maria Vendrame – Secretária geral
Léa Regina Gouveia – 2ª Secretária
Fabiana Baldi – Tesoureira
Lailson Miranda Fonseca – 2º tesoureiro
Dário do Carmo Rocha – Dir. de Assuntos Sociais
Valdete T. Martins – Dir. de Assuntos Sociais
Maria Lúcia Reolon – Dir. de Assuntos Pedagógicos
Cleide Ana Ribeiro – Dir. De Assuntos Didáticos e Pedagógicos
Efigênia Iná Santos Silva – Dir. de Assuntos Sindicais e Relações Públicas
Tânia Pereira da Silva – Vice dir. de Assuntos Sindicais e Relações Públicas