Proteção dos animais em pauta na Câmara

Proteção dos animais em pauta na Câmara

Representantes de Organizações Não-Governamentais (ONGs), clínicas veterinárias e protetores independentes reuniram-se nesta quarta-feira (3) com o presidente do Legislativo, Marcio Pacheco (PPL) e vereador Paulo Porto (PCdoB) para debater a criação de um Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais.

 Dentre as atribuições do conselho estaria a colaboração na execução de programas de educação ambiental, acompanhamento de ações do poder público, participação em programas de controle das diversas zoonoses, incentivo à preservação das espécies de animais da fauna silvestre, propor alterações em legislações vigentes, além da realização de campanhas de conscientização.

 Neste primeiro encontro foi realizado um estudo sobre uma minuta de atribuições do Conselho a ser criado e para a próxima reunião, agendada para 17 de abril. Os participantes do movimento apresentarão sugestões, como também já trarão à pauta os temas ‘castração de animais’ e ‘chipagem de monitoramento’.

 O presidente da Câmara ressalta a importância da criação de políticas públicas voltadas à proteção e defesa dos animais. “O número de animais nas ruas tem aumentado e constitui-se também em um problema de saúde pública. Essa é uma primeira reunião com essas entidades com o intuito de chegarmos a uma proposta que seja de consenso de todos”, expôs Marcio Pacheco.

 Para o vereador Paulo Porto (PCdoB) destacou a atuação das entidades e protetores independentes, mas afirma que o poder público também deve atuar. “Temos que reconhecer os trabalhos dessas pessoas, mas a necessidade das ONGs é quando o Estado não atua com políticas públicas”, lembrou.

 Porto aproveitou a oportunidade para convidar os participantes para uma audiência pública que será realizada na Câmara Municipal no dia 24 de abril com o intuito de discutir um projeto do Executivo do Centro de Controle de Animais de Pequeno Porto. Solicitada pelo vereador do PCdoB, a audiência será coordenada por Rosangela Favarin, diretora de Vigilância e Saúde da Prefeitura de Cascavel.

Crédito foto: Júlio Carignano